Área do Doador
Home For a Child
Brasilien Initiative
Fale Conosco: 55 (11) 3106-3851
casataiguara@casataiguara.org.br

"Educar não é para amador" Gabriel Perissé


Instituição Casas Taiguara também aposta no desenvolvimento de seus profissionais

Gabriel Perissé debateu sobre o livro "Discurso da Servidão Voluntária"

“Discurso da Servidão Voluntária” livro de Étienne de La Boétie traduzido por Gabriel Perisssé.

A equipe da instituição Casas Taiguara realizou o primeiro encontro com o escritor e filósofo, Gabriel Perissé, sobre o livro “Discurso da Servidão Voluntária”, no dia 23 de janeiro. O workshop faz parte do projeto Formação para Educadores e tem como objetivo promover a discussão sobre o processo educativo e expansão de repertório.

No workshop, foram discutidos conceitos como autoridade, tirania, opressão, liberdade e educação humanizadora. Gabriel Perissé traduziu o livro de Étienne de La Boétie no qual afirma que é possível resistir a opressão sem recorrer à violência e como a tirania se descontrói sozinha quando os indivíduos passam a recusar o poder, a própria escravidão.

Esse encontro é direcionado ao grupo de coordenação e equipe técnica da Casa Taiguara, Expedições e CTC Digital. Neste primeiro encontro, Daniel Fresnot, fundador da instituição Casas Taiguara, também esteve presente.

Bruna Tiengo é coordenadora técnica na instituição, para ela o encontro trouxe reflexões sobre aceitar algumas imposições que muitas vezes não percebemos e consentimos sem questionar.  “O encontro com o Gabriel, foi excepcional. Tocou-me de forma especial a sua delicadeza em abordar assuntos tão complexos e difíceis e torná-los tangíveis. Colocar-nos para pensar em tantos pontos, como: por que aceitamos algumas imposições? Por que nos permitimos ser tiranizados? Por que sofremos tantas injustiças e ficamos quietos e aceitamos?", comentou ela.

O tema tratado, além de aclarar sobre como agimos e como alguns conceitos ganham uma explicação distorcida, permitiu uma reflexão do que significar educar, o quanto é preciso mostrar aos meninas e meninos que cada escolha possui uma consequência, que é preciso criar um método de assimilação no qual a criança ou adolescente consegue distinguir o certo do errado sem se sentir oprimido ou forçado.

Outra participante do encontro foi Francis Maria, atual coordenadora do CTC Digital. Espaços de reflexão ajudam a entender como podemos atuar dentro do serviço e para Francis a supervisão com Gabriel foi “instigante e corajosa”. “Gabriel falou sobre a confusão, de ser livre não é exatamente poder fazer o que quero na hora que quero e sim aprendermos a lidar com a realidade à que estamos inseridos, aceitar que nem tudo que queremos é adequado e que precisamos enfrentar e viver as consequências das nossas escolhas” refletiu ela.

O segundo encontro irá ocorrer no dia 17 de fevereiro no qual os participantes trarão o próprio entendimento sobre o livro e as relações que foram surgindo entre o trabalho realizado e os conceitos apontados pelo autor.

 



publicada em: 01/02/2017 11:23:02


Casas Taiguara


Todos os direitos reservados© 2015
Casa Taiguara é uma ONG, uma organização sem fins lucrativos e todas as doações são isenta de impostos.